sexta-feira, 16 de novembro de 2012

SSC- São, Seguro & Consensual...(BDSM)


Tenho uma vida "Baunilha"...
Não pratico o BDSM...
Mas, esse tipo de Vida entre muitos, me fascina...
Me desperta a curiosidade e a libido...
Atualmente, nas horas de lazer, leio romances considerados Hot, aqueles que mexem com a sua libido, que deixa minha calcinha úmida, minha respiração ofegante...
Que me transporta para um outro Mundo!!!
E essa semana comecei a ler o primeiro livro da Série "Shadowlands Club", são romances eróticos, com um toque de BDSM da autora premiada Cherise Sinclair.


E hoje resolvi postar sobre : São, Seguro & Consensual...

Como eu, acredito que muitas pessoas tem curiosidade, ou querem saber mais sobre o "BDSM".
Eu mesma, não gosto de sentir dor..., mas, dor e prazer?

Não sou expert sobre o "Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo" ..., mas, sou curiosa e fascinada por esse Mundo, no qual infelizmente algumas pessoas dizem fazer parte, mas, não seguem o que realmente faz parte do "BDSM".

Tenho Amigas subs...e as admiro muito por serem o que são!


Todos os atos e práticas no BDSM devem seguir o "SSC", serem Sãs, Seguras e Consensuais.
São práticas que respeitam a razoabilidade mínima e a normalidade,estando os praticantes em perfeito estado mental de consciência, objetividade e lucidez.
Portanto, não se devem praticar com o estado de consciência alterado por substâncias entorpecentes ou alucinógenas ou que de alguma forma alterem a consciência, muito menos fazer-se coisas insanas como mutilações ou até a morte.
Prática segura é aquela feita de modo a eliminar os riscos de algo sair do esperado, resultando, por exemplo, em lesões corporais, traumas psicológicos ou até mesmo a morte.
Assim precauções devem ser tomadas para que tudo saia bem, como esterelizar equipamentos ou instrumentos cortantes ou perfurantes ou que de alguma forma lesionem a pele ou entrem em contato com sangue; cuidar para que a submissa(o) esteja preparada(o) psicologicamente para práticas de humilhação hard; cuidar ao amarrar para que não se prejudique a circulação ou se ocasione problemas circulatórios; cuidar com o manejo de facas e outros instrumentos cortantes; cuidar para não bater em pontos vitais, dentre muitos outros cuidados a depender da prática adotada.
Consensual é o item mais objetivo da Tríade, significa que todas as práticas devem ser aceitas tácita ou expressamente. Para tanto existem as negociações prévias entre os participantes e a palavra de segurança(safeword, que faz parar ou diminuir o ritmo das práticas).

é isso aí, os subs tem direito a uma palavra de segurança. 

Negociações prévias são acordos e discussões feitas anteriormente pelos participantes, visando que cada um realmente confira se deseja fazer sessão (espaço temporal onde acontecem as práticas), geralmente são divididas em cenas (conjunto de práticas ou até apenas uma prática em si, mas que tem um fim específico) com o outro ou outros e quais práticas tem como limites e se esses limites são absolutos ou relativos. Pode ser um acordo oral e informal ou escrito e formal. Alguns praticantes chegam aos limites do detalhismo, criando check lists, listas com inúmeras práticas, onde os participantes fazem marcações (xis) nas que gostam, nas que não gostam muito, nas que tem limitações e etc. 

Limites são práticas que um praticante de BDSM não deseja fazer. Podem ser absolutos (os quais o participante imagina nunca querer fazer) ou relativos (os quais o participante gostaria de ou aceita quebrar e fazer no futuro, mas que no momento presente não são aceitáveis para ele).

As palavras de segurança; "Safewords" fixadas arbitrariamente pelos praticantes, uma para parar a sessão e outra para apenas moderar a sessão, uma "safeword forte" e uma "safeword fraca". Geralmente são escolhidas palavras estranhas ou incomuns, para que a escrava/sub possa manter a fantasia de estar fazendo as práticas contra a sua vontade ou para não usar a palavra “não” ou para não pedir literalmente ao seu Senhor que pare a sessão, mantendo-se também uma liturgia (conjunto de rituais e aspectos formais da relação). 
A safeword pode ser também gestual ou simbólica para os casos em que a escrava/sub não possa se comunicar oralmente (Ex. no caso de estar amordaçada). Pode ser também que se prefira convencionar somente uma safeword, que pare a sessão, ao invés de duas.

Nos romances que tenho lido, inclusive o meu primeiro conto BDSM, foi baseado num romance, utilizam uma safeword apenas.E castigos, as subs que são inexperientes que saem das suas vidinhas baunilhas e entram nesse Mundo, sofrem castigos pelos seus Doms.

Gente, não consegui ler o 50 Tons de Cinza até agora!!!
Não sai da página 100!rsrs
Mas, adorei o Calabouço do Dom e o primeiro livro da série de Cherise Sinclair.
O Mestre Z é maravilhoso, sei que são como nossos contos de fadas com príncipes encantados, mas, é uma leitura estimulante...e também excitante!!!rs

E tenho amigas subs, que estão muito felizes com seus Doms, mas, tem que tomar cuidado com Doms Fakes, assim, como muitos Doms também tomam cuidado com subs fakes.

Uma das bases principais e importante ao meu ver, posso estar enganada...é a Confiança!!!
Voce tem que confiar na pessoa...

Existem alguns pronomes de tratamento no BDSM.

O praticante de BDSM pode ser chamado também de BDSMer.

"Domme" é sinônimo (de origem francesa) de dominatrix ou dominadora, não sendo um pronome de tratamento, senão uma classificação.

O mesmo vale para "Dom" (abrev. de dominador), sub (abrev. de submissa(o) e masoca ou maso (abrev. de masoquista).

O termo Deusa é usado para se referir geralmente à mulher da qual os podólatras (podolatria é o fetiche por pés) idolatram os pés.

O "Bottom" é aquele que está sob o poder do TOP no masculino (Senhor, Lorde, Mestre) e no Feminino (Rainha, Senhora, Lady e etc...) o passivo, que sofre as práticas.
Os "bottoms" homens são chamados de verme, servo, cão, escravo e etc... 
As mulheres de escrava, serva, cadela, etc...

Uma relação-BDSM pode apresentar vários graus de profundidade. Pode ser apenas virtual no início e depois ir evoluindo e cada vez ficando mais intensa.
Quando uma relação sai do virtual e passa para o real, geralmente acontecem sessões esporádicas entre o casal e com o tempo, caso eles desejem isso, a relação pode chegar a ser "full time", 24 horas por dia, 7 dias por semana, daí a expressão "24/7", embora talvez melhor expressão fosse "24X7".

Nessa relação o vínculo-BDSM é integral; a despeito de não ocorrerem sessões e práticas o tempo todo, o domínio persiste, sendo que certos ritos e atitudes podem ser convencionadas para momentos mais descontraídos, quando não se está em sessão.

Isso não quer dizer, que a escrava ficará recebendo chibatadas ou sendo amarrada o tempo todo, mas sim que o tempo todo tal pessoa estará à disposição do "TOP", que poderá requisitá-la para alguma prática que o satisfaça a qualquer hora. Parece requisito essencial do "24/7" que o casal more junto ou ao menos muito próximo, de modo que o dono possa dar ordens à escrava quando quiser.

Mesmo no "24/7" ainda existem as safewords: a escrava pode se negar a fazer práticas específicas se isso ferir seus limites.


Bom, por hoje é só...a ruivinh@ se empolgou como sempre!!!rs
Ia postar apenas sobre os "SSC" e as "Safewords", mas...me empolguei...rsrs
E como não podia deixar de ser...algumas imagens para voces! Espero que gostem!


 
 
 
                                     
Para um Dom, sua escrava é o mais precioso artefato... 



Beijos doces,

Ayesk@ 

8 comentários:

Amor A Base De tudo disse...

Minha querida Ruivinha amo e adoro suas histórias.
Vc pode até se empolgado como vc disse mais muito bom esse poste., amei!!!
E as imagens então! Nossa é de fazer molhar a calcinha!! Apesar que me acho delicada mais essas imagens!!! Bjsss

Ayesk@ disse...

rsrs Amor A Base De Tudo, me empolguei sim!!!rsrs

Delicadeza...também sou delicada...mas, como você mesma disse, algumas imagens mexem de um jeito, que lhe entendo o porque de "molhar a calcinha"...rsrs

bjs doces,

MisterCharmoso disse...

as fotos sao fabulosas...fiquei excitado

Sophysticada disse...

Filhot@!

Lindo post muito bem elaborado informação com sua carinha tudo minunciosamente esclarecido.
Pra quem não pratica,mamys vai ter uma conversinha contigo, rs

Bjk@s

Ayesk@ disse...

Oi MrCharmoso, concordo plenamente, por isso me empolguei!!!rs
As fotos são realmente fabulosas!!!
E também , confesso...fiquei excitada!

bjs doces carinhosos e obrigada pelo carinho!

Ayesk@ disse...

Oiee Mamys Sophys!!!
Jura que gostou??? Sei que adora BDSM, e eu tenho essa fascinação e curiosidade...rs

Opsss!!! Que fiz? Conversinhaaa...xiiii...sobrou rsrs

bjs doces carinhosos da sua filhot@ rsrs

flor de cristal disse...

Morrendo de rir com a sua Mamys.
Mas ela está certinha pq vc pesquisou direitinho e nos deu de presente uma esclarecedora matéria eu em nome do BDSM agradeço e aplaudo de pé, parabéns! Bom vinda ao club! :))

Bom já que vc nos deu um presente eu deixo outro para vc, ok? É um site que fala das cores e como vc gosta do azul aqui está o endereço.

Se divita por lá.
http://www.euroresidentes.com/portugues/cores-do-zodiaco/significado-azul.htm

Carinhoso abraço da flor lispctor ;*

Ayesk@ disse...

Oi Florzinha Lispector...rsrs

Não viu nada, quando eu e Mamys nos juntamos rsrs

Eu sempre falo o que sinto,bom...
Nem sempre né?AS VEZES OMITO... Senão...o Mundo Explode kkk

Mas, sempre falo que sou fascinada por esse Mundo tão diferente do meu Baunilha...

É um fascinío...não sei explicar...

Eestou lendo essa Série dos Masters do Club Shadowlands e me apaixonando...

Mas, sei que na Vida Real, temos que ter cuidado com as nossas escolhas, pois nem sempre as pessoas são quem são na realidade!

Beijos doces e fico feliz que voce e minha Mamys tenham gostado...