domingo, 1 de abril de 2012

LOUCURAS DE AMOR NO BECO ESCURO: CHUVA, RAIOS & TROVÕES




Era domingo fim de tarde, não tinha sol e fazia um friozinho gostoso, eu estava em casa sem nada para fazer, o Fernando tinha ido fazer uma prova da faculdade e só iria está desculpado à noite por volta das 20h00min. Pelo menos é o que eu pensava, meu celular tocou era ele:
-Amor?O que está fazendo?
-Estou morgando em casa, minha mãe sai com o Sid e minha irmã e eu fiquei em casa, estava um pouco indisposto... Você não tinha uma prova para fazer?
-Tinha Amor, mais fiquei com preguiça de ir, e na verdade não era bem uma prova, era um trabalho pesquisado que depois eu faço na 2ª chamada, estou querendo te ver, posso ir ai?
-Eu preferiria que você viesse me buscar pra sairmos...
- Então façamos o seguinte, cheguei da casa de vó agora, vou tomar um banho e quando for umas 18h30min passo por ai, você se apronta e me da um toque que é só o tempo de eu chegar aí pra te buscar, mais agasalhe-se que acho que o tempo vai ficar mais frio.
-Está bem, beijos.
-Outro.
Desliguei o celular e fiquei assistindo TV, mais não tinha nada de interessante, pra variar, entrei na internet, tentei logar no clube dos contos, mais estava OSSO (Como sempre), entrei no MSN e no Blog, mais nada estava me interessando,e sem contar com o friozinho que fazia,fiquei jogando paciência, depois desliguei tudo e fui tomar banho.
Tomei um banho relaxante e me enxuguei rápido, pois faltava pouco pra o Nando chegar, me agasalhei o máximo que pude, e fiquei esperando ele,quando o celular tocou,desci sem ao menos atender, encontrei ele lindo sentado na moto, estava com uma jaqueta de couro preta uma camiseta vermelha, calça jeans azul e tênis, como a rua não tinha ninguém dei um beijo de leve em seus lábios e subi na garupa da moto, o abracei por um instante e ele sentiu minha ereção, riu e disse:
-Safadinho né?Já ta assim nesse estado?
Sorri meio com vergonha e encostei minha cabeça em suas costas largas, perguntei se ele também não estava afim, e peguei em seu cacete apertando, que logo ficou duro, ele disse que estava com muita vontade, mais estava sem condições para me levar pra um motel, disse que tinha emprestado uma quantia ao pai dele e ai acabou ficando sem dinheiro. Eu disse que também tinha pouco dinheiro, e estava com fome, mais que ele não se preocupasse que tinha um lugar ótimo que daria para gente se amar sem ter medo de sermos flagrados.
Ele ligou a moto e saímos da rua que moro, fomos pra um local onde lanchamos e ficamos conversando um pouco, depois saímos de lá e fomos passear de moto, apenas passear,quando chegou a um determinado local onde só moram pessoas de classe alta daqui da minha região,começou a pingar ele olhou pra mim e disse que seria melhor voltarmos pra casa,por a chuva iria engrossar,perguntei se ele era feito de açúcar e ele riu dizendo que não,abracei ele mais forte,e coloquei minhas mãos por debaixo de sua camisa alisando seu abdômen deixando ele todo arrepiado.
Começamos a procurar em outros trechos das grandes ruas cheias de mansões algum lugar para podermos ficar,mais a chuva engrossara e tivemos que parar em um beco sem saída,era tipo de terreno baldio que dava para os fundos de um condomínio,lá tinha uma pequena fachada onde dava para gente ficar ali,mais como já estávamos um pouco molhados,ou melhor encharcados,pois meu casaco parecia um caldo,já molhava também minha calça,descemos da moto,ele me abraçou ainda tentando me proteger dos pingos da chuva,mais foi em vão pois ele também me deixava mais encharcado.começou a trovejar e dar fortes raios.Tenho pavor de raios,mais como estava com ele me sentia seguro,o abraçava com toda a minha força e ele me acolhia em seus braços,começamos a nos beijar ali mesmo.foi um beijo muito demorado,sentia sua ereção forte em minha barriga,ele me colocou sentado na moto,passou uma das mãos em meu rosto na insistência de secar me olhou sorrindo e disse:
-Somos dois loucos, aqui no meio dessa chuva, totalmente molhados correndo o risco de ficarmos doente, tudo por uma simples transa que poderíamos deixar para depois.
Olhei pra ele sorrindo, passei a mão em seu lábio, e disse:
-Tenho certeza que se estivéssemos em um motel ou qualquer outro lugar aconchegante não seria bem mais romântico do que está sendo agora, pense nisso meu amor, no meio da chuva entre raios e trovoes,só nós dois aqui,tem coisa melhor?




Quando ele ia responder, beijei-o novamente lançando minhas pernas em sua cintura, tirei sua jaqueta colocando no guidon da moto ele tirou a camisa mostrando seu peito com os pêlos ralos totalmente molhados, desci da moto e chupei-os ele também tirou meu casaco e minha camisa, me virou de costas e ficou esfregando o pau em minha bunda,eu me contorcia enquanto ele beijava minha nuca,e dizia em meu ouvido que eu era louco em está ali,coloquei minha mão para trás e comecei a abrir o zíper de sua calça,ele estava sem cueca,facilitou-me mais ainda,me virei e puxei todo o cacete para fora até os ovos e chupei muito fazendo-o gemer,depois ele começou a foder minha boca,num vai e vem ritmado engolia todo o cacete e ele puxava os meus cabelos molhados e socava forte o seu pau em minha boca chegando até a garganta,quando de repente sem avisar sinto os jatos fortes de sua gala me fazendo engasgar um pouco devido a quantidade ,depois do seu orgasmo continuei chupando seu pau deixando ele totalmente louco de prazer,ele não mais gemia e sim,gritava,como não tinha ninguém onde estávamos podíamos gritar o quanto quisesse,ele abriu o zíper e o botão de minha calça baixando totalmente minha roupa molhada,e se alojou entre minhas pernas e começou a lamber meu cuzinho,eu gemia muito, e ele apenas dizia:
-Que cuzinho delicioso meu garoto, meu delicioso, você pode escrever os contos que for, para os caras que for, mais quem está amando você agora sou eu, adoro esse teu cuzinho guloso.
Comecei a fazer meu cuzinho pulsar em sua língua, deixando ele com mais tesão,ele levantou-se abriu o resto da calça deixando até a metade das pernas,a chuva ficava mais forte,deu um forte raio e eu me abracei com ele,depois rimos ele pegou a camisinha na carteira que estava encharcada e abriu e foi logo encapando o cacete,me deu um outro beijo,sentei na moto e abri minhas pernas pra ele,ele começou a força,e foi forçando eu gemia baixinho enquanto ele me pedia pra relaxar,e assim eu fiz.
O pau entrou gostoso dentro de mim, ele começou a bombar, me pegou no colo e ficou me fazendo cavalgar sobre ele estava muito escuro não conseguíamos olhar fixamente nos olhos um do outro, mais sabíamos que nossos corpos se encontravam deu um forte raio e eu vi sua cara de tesão enquanto eu subia e descia de seu cacete,eu estava prestes a gozar quando ele me tirou de seu colo,me virou de quatro e pediu que eu segurasse na moto,assim fiz,ele ficou esfregando a cabeça do seu pau em meu cuzinho,judiando de mim,olhei pra ele e pedi:
-Mete, vai mete gostoso em mim, enfia tudo meu HOMEM. Faz-me gozar gostoso no seu cacete.
Ele me abraçou e socou forte,e começou a bombar dentro de mim,pegou em meu pau que já estava sensível e começou a me masturbar em pouco tempo acabei gozando,ele queria gozar junto de mim,mais nesse momento não deu,acelerou as estocadas,tirando tudo deixando apenas a cabeça e socando de vez,minhas pernas tremiam,eu virava a cabeça para trás e sentia seu corpo molhado enquanto ele me beijava,deu outro raio e ele me puxou mais pra seu corpo.ficamos colados,ate que ele disse que não agüentava mais,que queria gozar,tirou o pau de dentro de mim,e me agachei jogando longe o preservativo usado,e comecei a mamar seu pau,estava inchado,as veias estavam mais salientes,quando de repente,cinco jatos de gala foram parar em minha boca,e eu engoli tudo,deixando seu pau totalmente limpo,depois nos vestimos e ficamos nos beijando na chuva,montamos na moto e saímos exaustos da foda maravilhosa que tivemos,quando chegamos próximo ao centro da cidade a chuva foi diminuindo até parar por completo quando em fim chegamos em minha casa.






#Direitos autorais reservados. Proibidas sua reprodução, total ou parcial, bem como sua cessão a terceiros, exceto com autorização formal do autor. Lei 5988 de 1973#


Ass.: ™ Boy Safadinho


Nota : Miguxo,como voce me disse que também gosta de "Set Fire to the Rain" da Adele... Achei esse Vídeo no YouTube, espero que goste!!! 




http://www.youtube.com/watch?v=xIUfbf8H5A0



Postado por Ayesk@

3 comentários:

Simone butterfly disse...

Que delicia de conto, estou toda arrepiada, viajei literalmente no texto rs,rs parabéns ao escritor! beijos ♥

Boy Safadinho disse...

Simone Butterfly,Muito Obrigado pelo Carinho e pelo Comentaraio Adoravel,sou o Boy Safadinho Dono desse Conto.
E Miguxaaaaa...Só você mesma,pra passar horas a fio procurando um video q desse caracteristicas ao conto pra mim,Amei mesmo de Coraçao,E Enquanto as Imagens, do Conto tb estão ótimas...Amei...Assim Como te Gosto Muitoooooo...Bjus Grande de seu Admirador e Fã # 1,pelo menos eu Acho... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

SexyButterfly disse...

Esse Boy Super Safadinho...hehehe...

Beijos pra vcs!