terça-feira, 6 de setembro de 2011

Série: Mistérios de Darukian - II




 Continuando os mistérios do Darukian, homenageando alguém de uma compaixão muito aBUNDAnte.

II


Em minha busca, encontrei fragmentos de relatos que me pareceram bastante recentes, como o que se segue:

“Casada. Morena, seios médios e bunda farta, sempre elogiada. Um pouco medrosa. Avanço cuidadoso, firmeza mantida. Quarto.”

Estava escrito com letras diferentes. Após isso, a letra volta ao padrão 




“Ela estava no quarto, sozinha, preparando-se para dormir. Ouviu um barulho esquisito. A princípio, pareceu-lhe um sussurro. Após isso, uma canção que parou de repente, justamente quando ela pareceu ter entendido o que dizia.

- Boa noite, senhora... – sussurrou uma voz um pouco rouca e por demais sombria em seu ouvido direito. Congelou-a por certo tempo, apesar de arrepiá-la completamente.
- Q-quem é você? – e espantou-se ainda mais quando virou e observou bem aquele homem (não sabia que ele era tudo menos uma pessoa) de aparência trevosa, apesar de muito bonito (e até que atraente).
- Sou...um ceifador. Acho que não errei o lugar...mas para me certificar, poderia dar uma volta?
A mulher não entendeu nada, mas obedeceu.

- Hmm...rabão...morena... tudo em cima. O que faltava acabou de subir... Enfim, Ana, vim pegar algo importante.
- Como você sabe meu nome? E o que veio pegar? A minha alma? Disse ela se arrastando para trás, encostando no espelho da cama.
- Não importa muito como sei das coisas... Sou ceifador, mas não de almas. Me chame de Darukian.
- Dar o que?
- Você vai saber daqui a pouco...aliás, que seja logo. Repita comigo: Da-ru-ki...
- Daruki...
 - Aaaaaan....- disse o ceifador, encarando a mulher enquanto enfiava lentamente dois dedos em seu sexo. Ela suspirou e soltou um longo gemido. Não fazia ideia de quando tinha tirado a calcinha, muito menos de quando encharcou a xana, mas gemeu profundamente.
- Entendeu agora como pronunciar meu nome?
- En...tendiii....e...o que você quer de mim...Darukian...?
- Realizar aquele desejo íntimo...você quis um dia ser puta por uma noite, só por pura fantasia. Eu sei, e não importa muito como... Uma noite será suficiente, se realmente quiser.







Se ainda era possível, ela ficou mais ensopada, com as ideias fervilhando na cabeça. Como mulher experiente, soube disfarçar com a cara o que os dedos do ceifador sentiam plenamente.
- É...é verdade...só quero satisfazer essa vontade e só...mas...como assim?
- É fácil explicar: você pega na minha vara, eu realizo todos os seus desejos, e em troca você me dá orgasmos em quantidade e intensidade equivalentes ao que desejar...a decisão é sua.”

Não posso contar o fim deste fragmento. O resto do material que encontrei estava ilegível, com algumas folhas coladas e meladas com algum tipo de líquido branco, viscoso e de odor característico. Soube de uma seguidora dos ensinamentos sacroprofanos que aquilo ela chamado por elas de “leite dêpica”, e ela levantou a hipótese de ter sido feito algum ritual sacroprofano recente próximo aos escritos, julgando pela quantidade de páginas com tinta borrada pelo tal leite. Continuo buscando mais relatos, e me resta uma dúvida forte na cabeça. No final, a Ana pegou ou não na vara do Darukian?





Darukian, O Ceifador de Orgasmos

P.S.: Dúvida forte na cabeça dela: "pegar ou não pegar?". Espero que ela tenha goz(t)ado. Enfim, espero também que tenham sido saldadas as dúvidas em relação a pronúncia do gemido "Darukian". A sílaba mais forte, mais gostosa e cheia de tesão é no final...daruki...aaaaaan...entenderam? Até depois. Batam, ops, apreciem sem moderação.
Escrito por: Darukian, o Ceifador de Orgasmos.
Site: http://oladoinversodasletras.blogspot.com/


Postado por Ayesk@

2 comentários:

SexyButterfly disse...

Esse Ceifador e sua foice, distribuindo leite depica por aí...rsss Adoro esses relatos!
beijos da borboletinha!

Darukian, O Ceifador de Orgasmos disse...

Olha só...resolveu cumprir sua função designada pela deusa, ruiva tesuda? ahahaha,
E detalhe: Sou seu seguidor numéro 169. Sentiu o tesão? ahahahaha

http://oladoinversodasletras.blogspot.com/

Darukian