quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Quando só imaginar já não me basta


Depois de muito tempo nos conhecendo no MSN, muita conversa e muitos e muitos gozos no virtual, a vontade de estar junto falou mais alto.
Conversamos e então programamos a data, sempre muito ansiosos, claro. A vontade um do outro cada dia crescia mais.
Em uma bela sexta feira, recebo uma ligação há muito esperada. Coração acelerado e bucetinha já molhada por reconhecer o número ali no visor. Ele disse que já estava me esperando e eu, claro, disse que já estava chegando, depois de uns 10 minutos, cheguei à rodoviária pra pegá-lo.
Como era em minha cidade e cidade pequena não se pode dar mole não, eu mantive pose de dama , quando na verdade estava louca pra me transformar numa puta, a sua puta.
Parei meu carro e você já estava esperando na lateral da rodoviária. Você entrou, eu o cumprimentei como se fôssemos grandes amigos, mas na minha cabeça pensava milhões de coisas, como por exemplo: como você era lindo, em como sua voz me dava tesão. Minha bucetinha acho que já reconhecia todos os sinais ali. Mas voltando ao momento, depois que você entrou no carro, fiz o que já tínhamos combinado: te levei pra um motel perto da minha cidade. Quando se está ansiosa, tudo passa mais devagar, e nesse dia não foi diferente. O motel estava parecendo que ficava em outro estado...Aff!
Chegando ao destino, as coisas melhoraram e muito. Assim que entramos, já começamos a nos pegar. Todos os beijos sonhados agora iam ser saciados. Me lembro bem,você se encostou em mim, já de pau duro me beijou de um jeito ,passeando suas mãos pelo meu corpo e eu ali toda enroscada em você, não querendo me desgrudar um pouquinho sequer. Estava de vestidinho como você tinha mandado, de calcinha preta pequena toda enfiada na bunda. Isso também foi um pedido seu, e como sou uma putinha bem mandada, obedeci direitinho.

Enquanto me beijava sua mão tocou minha bucetinha sob a calcinha e então você percebeu o quanto eu estava molhada de tesão por você. Colocou minha calcinha de lado e enfiou um dedo dentro. Eu gemi e me esfreguei mais em você. Você retirou o dedo e colocou na minha boca. Depois repetiu e colocou em sua boca dizendo assim: tá me querendo é, safada? Eu não disse nada só fiz que sim com a cabeça. Enquanto me bolinava, peguei seu pau por cima da calça mesmo, nossa! que delicia! estava duro como rocha e eu sabia que não ia demorar pra ter você dentro de mim. Apertei um pouquinho e você deu um gemido. Na mesma hora começamos a tirar nossas roupas eu num segundo já estava só de calcinha e soutien. Te ajudei com sua blusa e rapidinho você também já estava nu. Um contraste lindo, você moreno de cueca boxer branca e eu toda branquinha de lingerie preta. Eu estava amando o que estava vendo, parecia a combinação perfeita.





Voltamos a nos beijar e segurei seu pau de novo, dessa vez com muita vontade. Fui beijando a boca, o pescoço e assim fui descendo. Beijei sua barriga e me ajoelhei a sua frente, tirei seu pau de dentro da cueca , dei uma lambida e depois o esfreguei em meu rosto. Delícia! Voltei pra cabecinha. Mais lambidas e depois fui descendo. Você enroscou sua mãos em meus cabelos. Quando cheguei nas suas bolas, você já estava delirando de tesão, como dava pra ver pelo jeito como respirava e falava. Chupei suas bolas, depois voltei a me concentrar na cabecinha, engoli seu pau inteiro. Você o movimentava num vai-e-vem rápido ,as vezes chegava a me fazer engasgar. Parava e depois continuava a golpear minha boca como se fosse minha buceta. Pela fúria e a intensidade que estávamos, você não ia demorar a gozar. Você parou e me disse: “Deita na cama, safada! quero sentir sua bucetinha antes de gozar. Se a gente continuar, vou gozar antes de te comer”



Pedido feito! Pedido aceito! Me deitei na cama e você já veio me beijando tocando meus seios que a essa hora já estavam de fora do soutien. Dei um gemido. Você chupou cada seio com uma fúria sem igual. Já nos conhecíamos bem, e depois de mamar e se deliciar em meus seios, deu total atenção a minha xaninha. Começou dando beijinhos nela. Depois começou a brincar com meu grelinho. Eu serpenteava na cama e puxava seus cabelos como louca. Como sabe que adoro ser penetrada por dedos, me penetrou várias vezes me fazendo gozar muito.
Quando viu que eu já tinha gozado muito na sua boca e nos seus dedos, resolveu que era hora de me dar o que eu tanto queria: seu pau. Eu tremia de tesão só de imaginar você me comendo. Me mandou ficar de quatro, deu uma lambida do meu cuzinho até minha bucetinha, se posicionou atrás de mim, colocou seu pau na entrada da minha xana e disse assim: “Quer que eu te coma assim NIINA?!”
Olhei pra trás e fiz carinha de putinha e disse: “Me come gostoso, amor! me faz sua por completo”.









Antes de fechar minha boca, ele meteu de uma vez, me fazendo gritar de tesão e dor. Minha bucetinha, apesar de ser apertadinha, agasalhou seu pau direitinho. Ele meteu forte já sabendo como gosto. Enquanto metia, me dava tapas na bunda e me chamava de cachorra e safada. Eu adorava e cada vez mais rebolava em seu pau. Suas mãos ficaram tatuadas na minha pele, suor descendo pelo corpo e mais uma vez o gozo já vinha chegando. Gozei deliciosamente com ele metendo forte em mim. Não demorou muito ele também estava gozando. Meteu bem no fundo na minha bucetinha, segurou, gemeu e gozouuu. Só ouvir o gemido dele gozando me deixou acesa de novo.
Ele ainda estava em cima de mim. Me deu um beijo, fez um carinho nos meus cabelos e tombou de lado na cama. Estávamos acabados, acabados e precisando de um banho. Ficamos ali conversando nos acariciando e falando do quanto era bom estar ali juntinho. Beijinhos daqui, beijinhos dali e pronto: já estávamos querendo mais. Ele disse que precisava de um banho e, claro, fui pro banheiro com ele.
Água morninha , beijos e abraços e em pouco tempo eu estava chupando seu pau de novo. Ele me puxou, me virou de costas e começou a passar um dedo no meu cuzinho, uiiii... Me arrepiei toda e empinei mais minha bunda. Mas ali no banheiro ele só me atiçou, não comeu minha bundinha. Fomos pra cama, demos uma secada de leve no corpo e cabelos e começamos a nos pegar de novo. Dessa vez ele falou: “Diz que quer me dar seu cuzinho, NIINA”.
Eu mais que depressa disse: “Come meu cuzinho, delícia minha, me deixa arrombada, quero você dentro de mim”. Ele me puxou pra beira da cama, me colocou de quatro e ficou em pé atrás de mim. Começou com carinho, devagar, e nada aconteceu. Eu gemia de dor mas, ele me tranquilizava, dizendo que só ia doer no começo, que depois ia ser só prazer. Ele meteu na minha bucetinha, que estava toda molhada e depois forçou na entrada do meu cuzinho. Foi entrando e eu gritando de dor. Xingava ele de cachorro e mesmo assim ele foi entrando aos poucos até que entrou tudo. Falei pra ele que já estava bom , que não queria mais, mas ele me disse que já estava dentro, que ia ficar quietinho até eu me acostumar com seu pau. Enquanto isso, ele me beijava as costas e me dizia que eu era gostosa. Foi mexendo bem devagar e quando vi já estava deliciosa a sensação. Foi metendo lento e às vezes forte. Quando viu que eu já estava totalmente a vontade, começou a dar tapas na minha bunda e puxar meu cabelos, dizendo: “Goza pra mim, sua vadia! quero ver você gozando com meu pau no seu cu”. Eu rebolava e gemia. Ele já estava meio descontrolado, só metia forte mesmo eu choramingando. Comecei a mexer em meu grelinho e em pouco tempo já estava gozando. Ele meteu mais algumas vezes e disse: “Vou gozar, safada” onde você quer meu leitinho?”




Queria em tantos lugares, mas naquela hora eu pedi o que há tempos peço a ele pra fazer: gozar na sua barriga pra eu lamber. Assim ele fez, saiu de trás de mim se sentou, gozou em sua barriga e eu me ajoelhei. Fui lá e deixei tudo limpinho, dei uma olhadinha pra ele, um sorriso, me levantei e dei um beijo delicioso nele.


E assim foi o primeiro dia do meu fim de semana com Peristilo.



Escrito por Niina 
Imagem: - Blog PeleMacia.

3 comentários:

Peristilo disse...

Auuuu! Essas imagens ficaram show, querida! Muito boas! Tesão total! Mas o conto merecia, né? rs, rs, rs.

Darukian, O Ceifador de Orgasmos disse...

Gostei, gozei, e tou esperando o resto da minha série, sua bandida ruiva. rs Aliás, isso me lembra que é uma boa ideia escrever um capítulo hoje ou amanhã...

http://oladoinversodasletras.blogspot.com/

Darukian

Niina disse...

Humm, que lindo ficou ruivinha!!!
Ficou delícia com essas imagens, obrigada pelo carinho sempre...
Beijinhos e um ótimo fim de semana.