quinta-feira, 28 de julho de 2011

SE SE MORRE DE AMOR!





SE SE MORRE DE AMOR!


Gonçalves Dias

(...)

Sentir, sem que se veja, a quem se adora,
Compreender, sem lhe ouvir, seus pensamentos,
Segui-lo, sem poder fitar seus olhos,
Amá-lo, sem ousar dizer que amamos, (...)
Arder por afogá-lo em mil abraços:
Isso é amor, e desse amor se morre!

(...)




Nenhum comentário: