sexta-feira, 15 de julho de 2011

Para voce...Homem!


MEU HOMEM ...

Meu homem é fera primitiva
Que monta e cavalga a mordidas
Que esfrega a barba na barriga
E provoca espasmos na garganta.
Me puxa os cabelos, me levanta
Me senta em seu colo suado
Me prova, me acende, me bate
Me arranca urros em combate
Me vence e me deixa vencer.
Grande engano! Meu homem é cavaleiro
De espora e armadura de prata
Cavalo branco, despontando na mata
Me apanha no galope e some
Me consome, com pão e vinho
Me alisa, me faz carinho
Faz de meu corpo um caminho
E de meu gozo a chegada.
Meu homem é um só
Dividindo meu leito,
Multiplicando meu canto
Aos quatro cantos do mundo
Para depois, num segundo
Explodir em lágrimas de adeus
Ou em jatos de amor
E seja lá como for
É só meu.

(Autoria Desconhecida)



POEMA IMPRÓPRIO

Vou lhe escrever um poema indecente

Um poema imoral e sensual

Impróprio para qualquer idade

Com todas as permissividades

Cheio de sensualidades

Com bastante imoralidades

E muitas cumplicidades

Quero que você escolha o tema

Minha boca, meu ventre.

meu orgasmo, minha bunda

Em qualquer tema vou fundo

Não se espante! Não se acanhe!

Nem tampouco me estranhe

Sabe que faço o que quero

Nunca lhe peço licença

Pois eu faço o que você pensa

Logo não há novidade

Em tudo que gosto de escrever

Escrevo e falo e faço!

Tudo com o maior prazer

Não saia pois do meu espaço

Pois é para você que quero escrever,

falar e fazer!

E você vai adorar ler,

ouvir e fazer!

(Marly Caldas)
Ai! Que vontade!
Ai! Que vontade!

Sabe de que? Sabe sim!

De ter você aqui!

Perto de mim!

Vontade de tudo!

Vontade de abraçar

beijar e acarinhar!

E outras coisas também que você tanto gosta!

Vontade de estar com sua mão percorrendo todo meu corpo!

Me arrepiando

me dando tesão

me umedecendo!

Vontade de sentir você dentro de mim,

me ocupando,

me dominando,

quase me fazendo chorar de prazer!

Vontade de ter você em minha boca,

roçando e sugando engulindo seu amor!

Vontade de tantas coisas!

Sentir nossas mãos juntas

nossos rostos colados,

nossa respiração misturada

nossos corpos suados

nossas pernas entrelaçadas

e apertadas...

E por fim aquele enorme gozo que parece não ter fim!

E sempre você dentro de mim!

Ai! Querido!

Vem! Vem depressa!

Pois a vontade é muito grande!

E essa vontade se chama você!!!

(Marly Caldas)


 
Beijos Doces!

Postado por Ayesk@

Nenhum comentário: