terça-feira, 6 de abril de 2010

Chapeuzinho Vermelho e o Vovô Safado

Sou Antônio, micro-empresário, tenho 40 anos, casado, tenho duas filhas uma de 19 e outra de 18 lindas, sou um coroa bonitão, sempre arrumo uma aventurinha extra com alguma ninfetinha safada, na minha casa, mora meu pai também, um senhor de 70 anos, mas ainda esperto pra caramba, viúvo, eu e meu pai temos altas intimidades, sei que ele é safado pra caramba, e vive olhando pra suas netinhas, e o safado ainda fala pra mim em off "meu filho, suas filhinhas são uma delícia", eh eh eh, então um dia destes, estava acessando a internet, uns sites pornô e vi uma história em quadrinho da chapeuzinho vermelho, e tive uma ótima idéia, na próxima semana seria aniversário do meu pai e iria lhe dar o melhor presente que um filho poderia oferecer.
Então no dia seguinte percorri os melhores Sex-Shops de São Paulo, até encontrar a fantasia que eu queria, Chapeuzinho Vermelho, era uma delícia, fiquei excitado só de imaginar o que iria acontecer, a fantasia tinha uma saia curtinha, uma blusinha decotada e bem curtinha, acompanhava um capa anexada com uma toca e sapatos salto alto pretos, comprei e fui para casa feliz da vida, agora que tinha que convencer minha filha, a ser a Chapeuzinho, era o presente perfeito para meu pai, minha filha era linda, bem gostosinha, morena tipo índia, cabelos longos e lisos, seios fartos, bunda empinhadinha, pernas grossas, um corpo delicioso, tentador, e o melhor que ela gosta muito de sexo, pelo histórico do computador sempre vejo os sites que acessa, já na escondida já tive o prazer de aprecia-la se masturbando em frente o PC.
Então cheguei em casa, guardei a fantasia, passado alguns dias, um dia antes do aniversário do meu pai, filha veio até mim me perguntando o que faríamos para o vovô, alguma festa, então sorri pra ela maliciosamente, e a chamei para o quarto, falei que já tinha pensando em tudo, tirei do guarda roupa a fantasia, lhe mostrando, e ela com uma carinha de dúvida, perguntava o que é isto pai? E eu falei, “filha, o presente será você, quero que vista esta fantasia e brinque com o vovô, provoque ele, o faça sentir prazer”, ela me olhou sorrindo, safadinha, falando “adorei papai”, falei “filha, será amanhã por volta das 10:00, sua mãe e sua irmã estarão no Shopping comprando presente pra ele, aí aproveitaremos”, então minha filha veio até mim, acariciando meu peito e falando “e o lobo mau vai aparecer pra comer a chapeuzinho?”, rimos juntos, mas falei “amanhã será somente o dia do vovô, o lobo mau vai ficar assistindo e batendo uma rs...”, e ela ainda complementou “que pena...”, e apertou meu pau, e ia saindo, quando a puxei pelo braço, a agarrando por trás, e levando minhas mãos nos seus peitos, falei em seu ouvidinho “mas cuidado ao dormir, nestas horas o lobo mau gosta de aparecer pra comer a chapeuzinho”, e a soltei, tive que ir bater uma até.
Chegado o dia, eu e meu pai estávamos na sala assistindo TV, eu já tinha dado os parabéns pra ele, era umas 10:20, e então falei pra ele “acho que seu presente já deve estar vindo pai”, e ele falava que não precisava, foi então que descendo as escadas veio ela, linda, muito gostosa, vestindo aquela fantasia, e descia cantando parabéns pra você, com uma vozinha de putinha safada, meu pai ficou sem ação os olhos esbugalhados, só a olhava, e realmente estava irresistível, a saia era bem curtinha dava pra ver a polpa da sua bunda, a blusinha como era curtinha, a base dos seus seios ficavam a mostra, e com o decote praticamente eles estavam pulando pra fora, e ela vinha desfilando, com seus sapatinhos altos, que a deixava mais empinadinha, aqueles pezinhos lindos, seu perfume era gostoso, ela usava a toquinha, e a deixava mais deliciosa, então veio até bem frente ao meu pai, subiu colocando os joelhos no sofá entre as pernas dele, se inclinando beijou primeiro sua testa, falou “Vô...” depois beijou a ponta no nariz, disse “feliz....”, depois deu um selinho na boca dele falando “aniversário....”, e abraçou ele, de forma que os peitos dela, ficaram esfregando na cara dele, em seguida ela se levantou falando “gostou do seu presente vovô?”, e deu uma voltinha, onde pudemos ver, sua minúscula calcinha vermelha, e ela “adorei netinha ...”, então começou a brincadeira, ela veio pra cima dele novamente, falando “mas nossa vovô que olhos grandes você tem”, e acariciava o rosto dele, e ela falava sorrindo “é pra ver minha netinha gostosinha melhor”, e o safado já foi levando a mão dele na coxa dela, apertando e subindo por ela, e ela falava “ai..vovô que mãos grandes o senhor tem?”, e ele falava “é pra tocar o corpo nesta minha netinha melhor”, e ele subiu a mão, subindo a saia dela, esfregou os dedos dele na xaninha dela por cima da calcinha, e logo a colocando de lado, foi socando dois dedos dentro da bucetinha dela, e ela gemeu gostoso falando “uhmm vovô que dedos gostosos e safados o senhor tem” , e ele já não falava nada, só tocava a bucetinha dela, a segurando firme e estocando, derrepente ele puxou a calcinha dela de uma vez, a rasgando, nossa adorei aquilo, ela gemeu gostoso, chamando ele de safadinho, ela em pé na sua frente, a puxou, enfiando a língua na sua bucetinha, chupando ela, babava tudo, e ela falava ai vovô que boca gostosa”, ele puxou a saia dela, ajudando a ela a tirar, em seguida, levou as mãos nos peitos dela, agarrando eles por dentro da blusinha, e apertava eles, acariciava eles, ele desabotoou uns botãozinhos que tinha e tirou a blusinha dela, a capa caiu junto a blusinha, e ela estava então peladinha, ela sentou no colo dele de frente pra ele, então ele passou a mamar nos peitos dela, e chupava como uma criança, ela gemia feito uma putinha, ele levou suas mãos na bunda dela, abrindo ela, via o cuzinho dela, uhmmm, a esta altura eu já estava batendo uma e olhando eles, depois ela saiu de cima dele,aproveitou pra tirar os sapatos, se abaixou abrindo o zíper da calça dele, e não é que o velho ainda tinha ereção, ela começou a punhetá-lo e logo colocou o pau dele na boca, chupando ele, e ele falava “isto minha netinha, chupa gostoso seu vovô, sua putinha safada, sem quis te foder”, ele olhou pra mim rindo, e a safada manjava mesmo, ele se levantou e se sentou no colo dele, de costas pro vovô, ficou roçando nele, ele agarrava os seios dela, mordia o pescocinho dela, e ela se esfregava nele, as mãozinhas dela acariciavam seu saco, subindo pelo seu pau, e segurando ele ela esfregava a cabeça do pau dele na sua bucetinha, e neste instante ela olhou pra mim, ela mordia os olhos, e sorria levemente, então, encaixou a cabeça do pau do vovô na sua buceta, e foi entrando tudo, logo ela pulava, o meu pau ajudava a bombar também, e ela gemia, gemia, gostoso, até que o velho não agüentou mais e gozou ...eh eh eh, a cara dele foi muito engraçada, mas e olha que saiu porra pra caramba, deixou ela toda melada, ela ficou rebolando n oseu pau, falando “ai que delícia vô, o senhor gozou na sua netinha!! Eh eh eh “, e o coitado feliz e desfalecido, ela se levantou, e levou o pezinho dela no pau melado dele, dando uns beliscões, apertando o pau, o saco dele, brincando e falava “e então vovô, este é o seu presente, em nome do meu pai e meu”, e ela agradecia, mal conseguindo falar, falei pra minha filha subir se ajeitar pois logo a sua mãe estaria chegando, ela subiu, ai então meu pai falou “filho, estou muito feliz, muito obrigado, nunca ganhei presente tão gostoso”, e rimos juntos, ele se ajeitou, recuperou o fôlego, e entrou no banheiro. Passado um tempo minha esposa e filha chegaram, e ninguém desconfiava do presente que eu tinha dado pro meu pau, rs.....



Escrito por SenhorDosContos

Um comentário:

... disse...

Adorei a imagem que voce conseguiu para este conto! Obrigado pelo carinho Ayeska!