terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Sou Casada e Muito Safada!!!


SOU CASADA, MULATA QUARENTONA. O QUE VOU RELATAR AQUI ACONTECEU EM JUNHO. POIS BEM! SOU CASADA SEMPRE DESDE SOLTEIRA SOU MUITO FOGOSA DO TIPO QUE FANTASIA SEXO DAS MAIS VARIADAS FORMAS, ATÉ AI TUDO BEM!. NO COMEÇO DO ANO EU E MEU MARIDO FOMOS VISITAR NOSSOS FAMILIARES NO INTERIOR DE SP UMA CIDADEZINHA MUITO PEQUENA RODEADA POR SITIOS, E POR LÁ FICAMOS UMA SEMANA, VISITAMOS NOSSOS AMIGOS QUE A MUITO TEMPO NÃO VIAMOS OLHA FOI UMA DELICIA DE VIAGEM, NO DIA ANTERIOR A NOSSA VOLTA NOSSOS PARENTES FIZERAM UM CHURRASCO FOI O DIA TODO MUITA CERVEJA E CARNE. EM UMA CONVERSA COM UMA AMIGA DE INFANCIA A (D) QUARENTONA TAMBEM ELA ME PERGUNTOU SE EU NÃO PRECISAVA DE ALGUEM PARA TRABALHAR COMO DOMÉSTICA NA NOSSA CASA, POIS A FILHA DELA QUE VOU CHAMAR DE (M) 26 ANOS MULATA BUNDA GRANDE,ESTAVA DESEMPREGADA E PRECISAVA DE TRABALHAR. AI ELA SUGERIU QUE A (M) DE DIA TRABALHASSE EM CASA E ANOITE IRIA ESTUDAR. A PRINCIPIO OLHANDO PARA (M) ME PASSOU PELA CABEÇA QUE COM AQUELA MULHER DENTRO DA MINHA CASA PODERIA ROLAR UM CHIFRE NA MINHA CABEÇA, MAS FIQUEI DE CONVERSAR COM MEU MARIDO ALI MESMO NO CHURRASCO E DARIA A RESPOSTA, E O FIZ FALEI COM ELE, E ELE APROVOU A VINDA DA (M) PARA A NOSSA CASA AQUI EM SP, POIS NOSSOS FILHOS SÃO CASADOS E MORAMOS SÓ NÓS DOIS NUMA CASA GRANDE COM 3 QUARTOS E NÃO HAVERIA PROBLEMA. AI PROCUREI A (D) E DISSE QUE ESTAVA TUDO BEM QUE NO OUTRO DIA IRIAMOS VOLTAR E QUE A (M) VIESSE COM A GENTE NO CARRO. NOS PRIMEIROS DIAS DE (M) EM CASA TUDO NORMAL ELA ERA MUITO PRENDADA FAZIA O SERVIÇO TODO DA CASA E QUANDO EU E MEU MARIDO CHEGAVAMOS EM CASA ESTAVA TUDO LIMPO, ROUPA PASSADA, A COMIDA PRONTA, QUE ESPETÁCULO ERA A (M). PASSADO UMA SEMANA A (M) ME DISSE QUE TINHA UM NAMORADO LÁ NA NOSSA CIDADE QUE GOSTARIA DE VIR VISITA-LA, MAS NÃO TINHA ONDE FICAR, E ELA ME DISSE QUE ESTAVA COM MUITA SAUDADES DELE. EU E MEU MARIDO APROVAMOS A VISITA DELE, NOSSA! ELA FICOU FELIZ DEMAIS.

CHEGOU O SABADO ELE IRIA DESEMBARCAR NA RODOVIARIA EU E MEU ESPOSO E A (M) FOMOS BUSCAR O (J.E), NÃO O CONHECIAMOS MAS ERA UM RAPAZ COM SEUS 29 ANOS MORENO MAIS OU MENOS 1.70 ALT. SIMPLES, TIMIDO DEMAIS, QUASE NÃO FALAVA. E SEMPRE QUE ALGUEM VEM NOS VISITAR FAZEMOS UM CHURRASQUINHO, POIS GOSTAMOS DE UMA CERVEJINHA. NESSE SABADO BEBEMOS VARIAS CERVEJAS A (M) ESTAVA TODA EUFÓRICA COM A PRESENÇA DO NAMORADO, QUANDO POR VOLTA DE 23HS RESOLVEMOS IR DORMIR. PELO TEMPO QUE A (M) NÃO VIA O (J.E) COMECEI A FANTASIAR A TREPADA QUE ELES IRIAM DAR, MEU MARIDO DORMIU LOGO POIS ESTAVA ALTO DE CERVEJA E EU ALI COMECEI A ME MASTURBAR E GOZEI E ADORMECI. NA MESMA NOITE JÁ ERA POR VOLTA DE 1H DA MANHÃ ACORDEI COM GEMIDOS QUE VINHA DO LADO DE FORA DA CASA FIQUEI TENTANDO OUVIR, MAS A CURIOSIDADE MATA, LEVANTEI NA PONTA DOS PÉS E FUI PROCURAR DE ONDE VINHA AQUELE GEMIDOS, VINHA DOS FUNDOS PERTO DO TANQUE, SEM FAZER BARULHO ABRI UMA FRESTA NO VITRÔ TIVE UMA IMAGEM DE FILME PORNÔ. OLHA A CENA! A (M) EM PÉ APOIADA NO TANQUE COM A BUNDA EMPINADA E O (J.E) COM AS CALÇAS ABAIXADA NO TORNOZELO E FODENDO ELA COM FORÇA, OUVIA-SE O BARULHO "PLA, PLA, PLA", NOSSA! MINHA BUCETA MORDEU A CALCINHA, ENSOPOU, EU NA VERDADE QUERIA ESTAR NO LUGAR DELA, FIQUEI MAIS TARADA AINDA QUANDO PUDE VER O DOTE DAQUELE HOMEM TIMIDO, QUANDO ELE TIROU TODO O PAU DELA E VOLTOU A ENFIAR. QUANDO VI QUE ELES GOZARAM E FICARAM AGARRADOS POR UM TEMPO, SAI DE FININHO E VOLTEI PARA A CAMA, TENTEI ACORDAR MEU MARIDO PARA ME FODER MAS FOI EM VÃO ELE ESTAVA DORMINDO COMO UMA PEDRA O JEITO FOI ME ACABAR COM MEUS DEDOS. NO OUTRO DIA CEDO JÁ ACORDEI COM A BUCETA EM BRASA, POIS VOLTAVA AQUELA CENA NA MINHA CABEÇA. LEVANTEI TOMEI UM BANHO COLOQUEI UMA SAIA DE TECIDO MOLE, CALCINHA FIO DENTAL, UMA BLUSA BEM DECOTADA, EU ESTAVA PRONTA PRO ABATE!, MEU MARIDO QUANDO ACORDOU! ASSUSTOU! ME DISSE: "QUE DELICIA! ME DEU UM BEIJO! ME PUXOU PRO QUARTO, ARRANCOU MINHA CALCINHA, ME COLOCOU DE QUATRO NA CAMA E PASSOU A CABEÇA DO PAU DELE NA MINHA RAXA, QUE ESTAVA MOLHADA E ENTROU! ERA O QUE EU MAIS PRECISAVA PARA ACALMAR MEUS ANIMOS, ELE ENTROU E EU FUI GOZANDO SEM PARAR. EU NEM BANHO TOMEI, QUERIA QUE O (J.E) SENTISSE O CHEIRO DE SEXO, POIS QUERIA ATRAI-LO. FUI FAZER O CAFÉ E MEU MARIDO FOI A PADARIA, QUANDO DERREPENTE OUÇO PASSOS VINDO DO QUARTO ERA O (J.E) FALOU BOM DIA, COM OS OLHOS ARREGALADOS, ME FITOU DE CIMA EM BAIXO COMO SE QUIZESSE ME COMER. AQUILO ME DEIXOU COM MUITO TESÃO!. PERGUNTEI DA (M) ELE DISSE QUE ELA ESTAVA NO BANHO, E ELE PERGUNTOU DO MEU MARIDO, EU DISSE QUE ELE ESTAVA PARA CHEGAR QUE TINHA IDO COMPRAR PÃO, TENTEI PUXAR CONVERSA MAS A TIMIDEZ DELE NÃO AJUDAVA. TUDO TRANSCORREU NA MAIOR NORMALIDADE NO FINAL DA TARDE O LEVAMOS NA RODOVIARIA E FICOU DE VOLTAR DALI A 15 DIAS. E OS 15 DIAS SE PASSAM EU TRANSANDO COM MEU MARIDO QUASE TODOS OS DIAS LEMBRANDO DA CENA NO TANQUE, DOS GEMIDOS, DA METIDA COM FORÇA QUE O (J.E) FAZIA COM A (M) EU FIQUEI LOUCA E QUERIA QUE O (J.E) ME PEGASSE DAQUELE JEITO E NO DIA QUE NÃO TRANSAVA COM MEU MARIDO EU ME MASTURBAVA, FIQUEI DOIDA MESMO, MAS SABIA QUE MINHA PRESA ESTAVA PARA VOLTAR, CONTEI NOS DEDOS E ENFIM CHEGOU AQUELE SABADO MARAVILHOSO, EU EMPUTECI, COLOQUEI UMA SAIA QUASE TRANSPARENTE QUE DAVA PARA VER A CALCINHA BRANCA PARA QUE PUDESSE IR NA RODOVIARIA BUSCA-LO. QUANDO CAIU A NOITE COMPRAMOS CERVEJA E PIZZA. E EU APROVEITAVA QUANDO O MEU MARIDO E A (M) SE DISTRAIAM EU FAZIA QUESTÃO DE ABRIR AS PERNAS PARA (J.E) VER A MINHA CALCINHA ENFIADA NA MINHA RAXA, EU JÁ HAVIA BEBIDO ALGUMAS LATINHAS DE CERVEJA E A SAFADEZA QUE TOMAVA CONTA DE MIM, DEI UMAS PISCADAS PARA ELE, MAS ELE TIMIDO QUE ERA, SORRIA E ABAIXAVA A CABEÇA. BOLEI VÁRIOS PLANOS PARA PODER DAR PRA (J.E) MAS ERA TODOS FURADO NÃO IA DAR CERTO. MAS RESOLVI APELAR TEVE UMA HORA QUE MEU MARIDO FOI AO BANHEIRO E A (M) FOI TROCAR O CD QUE HAVIA ACABADO. EU APROVEITEI O MOMENTO ABRI AS PERNAS, ERGUI A SAIA, PUXEI A CALCINHA E ABRI A BUCETA COM OS DEDOS (J.E) LEVOU UM SUSTO E DISSE: "A SENHORA TÁ LOUCA"!, RESPONDI: TÔ LOUCA SIM! PARA QUE VC FAÇA O QUE FEZ COM A (M) LÁ NO TANQUE. TUDO FOI MUITO RAPIDO AI A (M) VOLTOU TINHA COLOCADO UM NOVO CD DE PAGODE E MEU MARIDO VOLTOU! E ASSIM FICAMOS. JÁ TINHA DADO SINAL VERDE PARA O (J.E) AGORA ERA COM ELE. FIZ COMO DA OUTRA VEZ, EU E O MARIDÃO FOMOS DEITAR, MAS FIQUEI ESPERANDO A CENA PORNÔ DO TANQUE, COMEÇOU A GEMEÇÃO EU FOI NOVAMENTE VER, MINHA BUCETA PARECIA QUE IA EXPLODIR, EU ASSISTINDO DO VITRÔ E ME MASTURBANDO! GOZEI VARIAS VEZES, ELES ACABARAM EU FUI ME DEITAR! ADORMECI MAIS TARADA AINDA DO QUE DA PRIMEIRA VEZ. QUANDO ERA POR VOLTA DE 5HS DA MANHÃ ACORDEI COM UM BARULHO DE PORTA, LEVANTEI NA PONTA DO PÉ ABRI A PORTA ERA O (J.E) ENTRANDO NO BANHEIRO. ERA O MOMENTO! ALI MESMO TIREI A CALCINHA, E ABRI A PORTA DO BANHEIRO ENTREI E TRANQUEI! O (J.E) LEVOU UM SUSTO, SEM FALAR NADA AO ABRACEI POR TRÁZ E FUI DIRETO COM A MÃO NAQUELE PAU GRANDE E GROSSO, EM BALANCEI PARA ELE, VIREI ELE, ABAIXEI E SEQUEI O PAU DELE COM A LINGUA E ABOCANHEI AQUELA TORA, COM O CHEIRO DA BUCETA DA (M). QUE PAU! MINHA BUCETA IMPLORAVA A MAIS DE 15 DIAS PARA SER INVADIDA POR AQUELE PAU. SEM MUITA FRESCURA, SEM PERDA DE TEMPO, SEM FALAR NADA. ME APOIEI NO VASO DO BANHEIRO, ELE VEIO POR TRÁZ GUIOU A CABEÇA DO PAU NA MINHA BUCETA EM BRASA, PARECIA UMA CADELA NO CIO, (J.E) ENTROU COM TUDO! MINHA BUCETA CONTRAIA MORDENDO AQUELE PAU E GOZANDO COMO UMA LOUCA E NÃO PODIA GEMER E NEM FAZER BARULHO. PEDI QUE ELE PARASSE POIS QUERIA DAR PRA ELE LÁ NO TANQUE E NOS DIRIGIMOS A VARANDA, FIQUEI NA MESMA POSIÇÃO QUE A (M) FICAVA QUANDO ELES TRANSAVAM. ESSE (J.E) ME FODEU MUITO, GOZEI TANTO QUE FIQUEI FRACA DE PERNA MOLE. A SORTE É QUE O MEU MARIDO TEM UM SONO PESADO. TERMINAMOS, EU E ELE FOMOS CADA UM PARA SEU QUARTO, NO OUTRO DIA ESTAVA TUDO NORMAL. DEPOIS QUE (J.E) FOI EMBORA, LOGO A NOITE EU E MEU MARIDO FOMOS NOS DEITAR COMEÇOU A ME BOLINAR E DISSE QUE TINHA UMA FANTASIA!, EU PERGUNTEI QUAL ERA? ELE DISSE QUE QUERIA ME COMER LÁ NA VARANDA! LEVEI UM CHOQUE TENHO CERTEZA QUE ELE VIU!



Escrito por PauloElizabeth
Postado por Ayesk@

Um comentário:

Carla disse...

Paulo, que conto gostoso..
Agora quem sentiu a xota morder
a calcinha (adorei a expressão)
fui eu... Parabens.

Beijoka
Carla Zéfira