quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A morena do apto 32, A safada gosta de garotinhos

Meu nome é Diego, tenho 18 anos, estou no 3° colegial, era final de ano, estávamos na escola nos preparando para a formatura, e minha classe estava recolhendo reforços através da venda de uma rifa, então numa tarde de quarta-feira, vou até o condomínio onde meu avô mora vou ao seu pato consigo uma ajuda dele, e resolvo passar pelos apartamentos oferecendo a rifa, então já tinha passado por alguns, vendidos alguns bilhetes, então fui tocar no apartamento 32, e pra minha surpresa atendeu uma moça muito linda !! nunca a tinha visto no prédio, era morena clara, cabelos lisos longos, tinha um sorriso lindo, e deveria ter seus 30 anos, ela me atendeu vestindo uma saia social preta, curta, tinhas pernas grossas, muito gostosa, vestia uma blusinha branca um pouco aberta inclusive que mostrava parte do seu seio em seu sutiã branco, tinha peitos grandes, quando ela atendeu falando “oi garotinho, em que posso te ajudar?”, quase que não saia, mas expliquei que estava vendendo uma rifa em pró da formatura do colegial, e ela me recebeu super bem, falando que já esteve fazendo isto, me chamou pra entrar, achei estranho mas aceitei de pronto, o apto era pequeno como todos ali, ela me pediu pra sentar no sofá, que ia trazer algo pra beber, e saiu em direção a cozinha, me sentei no sofá, e fiquei excitado ao ver sua calcinha jogada ali no sofá, preta, de rendinha, a peguei em minhas mãos, uhmm sentia ela um pouco úmida parecia que estava usando a pouco tempo, já fiquei imaginando coisas, até a cheirei, escutei os passos dela vindo, e rapidamente guardei sua calcinha dentro do meu short, enfiei dentro da cueca, eu usava aqueles short de jogar bola, regata e tênis, ele chegou com um copo de suco, me entregando, ela falava que estava muito calor eu concordava ela tomou seu suco em pé na minha frente, eu sentado no sofá admirando aquele corpinho todinho, ela tinha uma pernas muito grossas, ela tomou o suco quase numa golada só, que delicia, então ela sentou-seu ao meu lado, estava bem a vontade, sorrindo, cruzou as pernas, nossa meu pau já estava duro, e o pior que estava difícil disfarçar, usava a rifa pra tampar um pouco, foi então que ela falou “deixa eu ver esta rifa...” e foi pegando ela, e sua mão esbarrou no meu pau duro, nos olhamos no mesmo instante, adorei seu sorriso naquele instante, e então ela começou a foliar a rifa, dizia que não tinha muita sorte mas queria só me ajudar, eu agradecia, e não tirava os olhos daquelas pernas, e seus peitos também, várias vezes percebi que ela me pegava no flagra, tentava disfarçar, enquanto ela olhava a rifa vi ela tirando seus saltos jogando eles de lado, tinha pezinhos pequenos lindos, perfeitos, ela se jogou um pouco mais no sofá, praticamente deitando jogou as perninhas pra cima do sofá, foi ai que tive uma visão que me deixou maluco, era sua xaninha, linda, tipo moicano, deliciosa, a safada queria me provocar e eu estava adorando, ela então deixou o bilhete da rifa sob uma mesinha, e disse “ai já já eu escolho, é que eu estou tão cansadinha” e levantou o pezinho na minha cara, eu a olhando, depois abaixou deixando ele sob meu pau, e me olhando, deitada no sofá, ficou pressionando seu pezinho no meu pau e falou “ai menino que menino safadinho, ta de pipiu duro, será que fui eu que te deixei assim?”, e sorrindo, eu não acreditava, respondi que sim, quase gaguejando, e ela “uhmm que delícia....”, então se ajeitou no sofá e veio engatinhando até mim, encostou seu rosto no meu, ameaçando me beijar, então senti sua mão subir minha coxa entrando pela perna do meu short, até meu pau, e apertando ele por cima da cueca, e então me beijou, levei minha mão por dentro de sua blusinha, tocando seu seio, apertando, acariciando ele bem gostoso, por cima do sutiã, em seguida entrando com minha mão por dentro dele, e acariciando aquele seio, arrisquei apertar seu biquinho e na hora ela gemeu no meu ouvido gostoso, me chamando de safado, ela então puxou meu short, minha cueca, e tirou meu pau pra fora, e me beijou com sede, sua mão tocava uma ótima punheta, tirei sua blusinha, e seu sutiã, ela levou seus seios na minha boca, e passei chupá-los com sede, nunca tinha visto mais belos e gostosos, e ela batia uma pra mim, foi neste momento que reparei na sua mão um anel, a safada era casada, fiquei com receio, deu um segundo de medo, mas eu estava dominado por aquela putinha, ela então se inclinou, se abaixando e engoliu meu pau todinho, chupava ele, até minhas bolas, uhmmm, seu bumbum ficou arrebitado, levei minha mão naquela bunda, enfiei uns tapas nela, e ela falava “ai meu safadinho bate bate na sua putinha”, ai que eu enfia uns bons tapas, e bons apertões naquela bunda, a deixando vermelhinha, em seguida minha mão deslizava até seu xaninha que estava ensopadinha e fiquei a bulinando, esfregando meus dedos nela, ela passou a rebolar, soquei dois dedos naquela putinha tocando ela, metendo rápido, ela gemia, gemidos abafados com meu pau na sua boca.Depois ela, se levantou e segurando meu pau, veio, encaixando sua bucetinha nele, uhmm, entrando gostoso, estava quentinha, meu pau entrou todinho, em seguida ela começou a cavalgar, aumentando o ritmo cada vez mais, a safada não tinha vergonha na cara, gemia alto, fazia questão de mostrar que estava metendo, mesmo casada, e metemos, metemos, até que não agüentei, e gozei...e ela rebolava sob meu pau, falando “ai que gostoso....”, me chamando de safadinho, nos beijamos, e que beijo, ela tinha uma boca maravilhosa, e ela no meu ouvido falou “ai hoje não vou conseguir escolher nenhum bilhete da rifa, você volta amanhã? Se quiser trazer algum amiguinho pra te ajudar a vender, pode trazer”, e falava sorrindo, era uma putinha mesmo, até que ela disse “vai meu anjo, pois meu marido deve esta pra chegar”, rapidamente me ajeitei, a safada abriu a porta, olhou para o corredor, pediu pra mim sair, sai, e quando estava já fora do apto quase no meio co corredor, ela “ai gatinho espera”, correu, estava com seus seios a mostra, veio me deu um beijo até sufocante, sua mão entrou dentro do meu short alcançando meu pau e apertando ele, e eu correspondia, e em seguida me soltou me chamando de gostoso, e entrou no seu apartamento, nossa !! se eu contar pro meus amigos ninguém acredita, mas depois disto, várias vezes eu vou até seu apto meter, e já levei amigos, já temos muitas histórias, muita sacanagem já rolou com esta putinha. 
Se quiserem me achar, escrevam pro e-mail senhordoscontos@gmail.com ai conto como foi as outras vezes.


Escrito por SenhorDosContos

Nenhum comentário: