sábado, 11 de julho de 2009

Dia dos namorados






Este é o meu primeiro conto por aqui, agradeço paciência daqueles que estavam esperando por ele.

Como alguns de vocês sabem sou o marido da Penélope. E ela é uma mulher maravilhosa que sempre está me impressionando e surpreendendo. Estava chegando o dia dos namorados e já fazia algum tempo que não aprontava das minhas com ela. Sempre temos nossas sextas-feiras loucas, mas queria fazer mais para o dia dos namorados...

Resolvi que iria bancar o garçom e iria servir tudo o que ela quisesse... Comprei uma fantasia de garçom em um sexshop. Vinha a cueca box preta com a frente branca com botões e gravatinha, colarinho com gravata borboleta e munhequeiras brancas...putz ficou legal....

Chegou a sexta-feira, já tinha esquematizado algumas coisas...motel...jantar...roupa...amarula para servir, afinal seria o garçom e ela gosta...não necessariamente nesta ordem...

Estávamos jantando e como sempre ela estava linda...cabelos soltos, brincos de argola, vestido preto ...seu sorriso de menina e...provavelmente sem calcinha...conheço a minha esposa...começamos ali mesmo a nossa noite. Por baixo da mesa sentia seu pé em minhas pernas... roçando e subindo...senti os dedos do seu pé no meu testículo...me posicionei para que ficasse mais fácil pra ela. Olhava em seus olhos e sentia a excitação em minha calça... caralho como essa mulher me dá prazer pensei...

Já estávamos a caminho do motel e dentro do carro trocávamos caricias...beijos mais longos nos faróis fechados...ela sentou-se de lado no banco subindo o vestido até a coxa...comecei a passar a mão em suas coxas pernas...pedi que colocasse o pé no meu colo para sentir o volume de minha calça...subi mais o vestido com a mão e percebi que eu tinha razão...estava sem calcinha...agora tinha a visão maravilhosa de sua bucetinha de pelinhos bem curtos...como um caminho a seguir...me levando à sua grutinha...nesta hora queria segurá-la bem forte em suas coxas, abrir suas pernas e mordicar sua virilha...olhar pra ela e mostrar com olhos famintos o que eu queria, e meter a língua ali...ouvir seus gemidos de prazer...o contorcer do seu corpo até sentir o doce do seu gozo em minha boca... calma ela disse... acho que ela leu meu pensamento... E passando a mão em meu peito desabotoou alguns botões de minha camisa... Passou a alisar meu peito... Abriu um pouco mais a camisa e me deu uma leve mordida no mamilo... Adoro isso...

Chegamos ao motel... Quarto muito bem decorado... Gostei e ela também... Isso é importante para nos sentirmos mais à vontade... Curiosidades de como funciona as coisas...

Amor pode esperar lá fora um pouco, disse a ela... Por quê? Ela me perguntou... Você vai ver respondi... Ela saiu...

Me troquei... Deixei a amarula e copos em um lugar fácil... Musica e luz baixa...

Entre, pedi a ela abrindo a porta... A reação de surpresa com a minha roupa seguida de uma cara de safadinha foi bem gostoso... Boa noite, por favor, me siga, disse a ela e apontei para a mesinha... Como um garçom faz quando queremos sentar... Fui pegar os copos e a amarula e trouxe a mesa... Servi a ela... Quer me deixar bêbada? Perguntou ela... Não senhora, só quero servi-la da melhor maneira possível... Quero, quero, pensava comigo... Ela sorriu bem gostoso... Ela bebeu... Disse a ela que possuíamos alguns serviços especiais e um show...

quero tudo que tenho direito, disse ela... Então comecei a massagear seus ombros... Sua nuca, passar a mão por dentro de seus cabelos... Passar a ponta da língua em sua nuca... Mordiscar seus ombros...

Puxei-a pela mão para que ficasse de pé... Que garçom abusado! Disse ela... Senhora, preciso tirar a sua roupa para que fique mais à vontade antes de começar o show...

Então coloquei um joelho no chão e lentamente fui subindo seu vestido, de forma que ela sentisse o tecido bem leve e a ponta dos meus dedos desenhando curvas em seu corpo... Logo já estava admirando seu corpo de boneca... Ainda ajoelhado passei a mordiscar seus joelhos, suas coxas, seu ventre... Passei a língua de leve dentro de seu umbigo... Dei pequenas mordidas em sua cintura... Subi até os seios... Onde passei a mamar seus lindos seios médios e redondos... Passeava as pontas dos dedos por suas costas enquanto passava bem de leve a língua nos bicos do seio... Leves mordidas eu sem colo a fizeram ficar com a respiração mais forte... Mordidinhas no pescoço e orelhas... Alguns sussurros em seu ouvido... Dizendo o quanto ela é gostoso e tesuda... Nos abraçamos muito forte e beijos com muita vontade saiam sem parar...mas eu precisava ainda fazer o show... Pedi a ela que deitasse, pois iria fazer um strip-tease. Acho que ela ficou indecisa... Strip-tease ou não strip-tease... Insisti para que ela visse o strip-tease... Acho que não deveria ter tirado a roupa dela ainda...

Vesti a camisa e deixei alguns botões abertos e a roupa de garçon por baixo, coloquei uma musica do Whitesnake - ‘this is love’, preparei a musica para não ficar longa...

Passei a dançar como um bom striper deve fazer... Passando a mão pelo corpo... Me exibindo e insinuando... Cheguei perto da cama onde ela estava sentada com as mãos apoiadas para trás e comecei a passar minha rola pelas suas coxas, barriga, peitos, braços... Tirei a camisa, as munhequeiras, o colarinho... E antes de tirar a sunga pedi a ela que desse mordidinhas em meus testículos e na minha rola... A musica acabou... Fui tirando a sunga lentamente em sua frente... E o ofereci para que ela mamasse bem gostoso... Ela mama minha rola que é uma coisa de outro mundo... Ora eu segurava sua cabeça, ora colocava meus braços para traz... Ela inclinada para frente de forma que eu tinha a visão de seus cabelos, suas costas e sua bunda... Sentia a sua língua trabalhando, sua boca quente, o movimento de sua cabeça, seus lábios passando em toda a minha rola enquanto ela o engolia... Levando-me a loucura... Puxei sua cabeça e dei um beijo vigoroso... Coloquei-a deitada e matei minha vontade de lamber sua buceta, sua virilha suas coxas, seu umbigo, trabalhava com a língua em seu grelinho... Algumas vezes de leve outras com força... Me saciava como um tigre faminto... Seu corpo contorcia, ela demonstra todo o prazer que sente... Sinto-a tremer, enquanto estou com a boca no meio de suas pernas e minha língua trabalhando dentro dela, sei que quando ela treme logo vem o que eu tanto busco naquela grutinha... Seu doce gozo... Ela está em êxtase e eu tendo o prazer de ver seu corpo nu pedindo que a invadisse, para que eu lhe desse mais prazer. Coloco suas pernas por cima de meu ombro e numa estocada forte a coloco em um estado de êxtase e dor... Agora eu estou urrando de prazer enquanto a penetro com estocadas rápidas e vigorosas... Ela quer sentar de costas para mim e nos olhar em um espelho que tem em uma das paredes... De pronto atendo o seu pedido, afinal eu sou o garçom... Ela começa o movimento de subir e descer em minha rola... A deixo controlar a intensidade e sinto sua boceta quente mordiscando minha rola... Logo um liquido quente desce pela minha rola e testículo, ela gozou enquanto rebolava... A coloco na minha posição favorita... De quatro... Seguro-a pelo cabelo enquanto enfio minha rola em sua boceta até sentir sua bunda bater nas minhas coxas... Logo começo a gozar sobre sua bunda, suas costas e caímos na cama suados e satisfeitos... Passamos a nos beijar com voracidade como que diz obrigado pelo prazer que você me dá... Sem precisar dizer nada... nos recompondo para a próxima história...


Escrito por MaridoDaPenelopeCharmosa

Nenhum comentário: