terça-feira, 14 de julho de 2009

Briga e foda entre São Paulina e Palmeirense






Não sou muito bom para escrever como a maioria do pessoal .
Mas sou fã da Ayeska e escrevi esse conto com carinho para ela que é uma São-Paulina roxinha...rsrsr
E assim começa meu conto.:Ela uma são-paulina roxa eu um palmeirense. Estávamos na sala na casa de amigos assistindo mais uma disputa entre o meu Verdão e os Bambis...rsrs .De repente comecei a provoca-la, pois queria chamar sua atenção de qualquer jeito. E como estava maravilhosa... Vestia um shortinho jeans preto desfiadinho nas coxas grossas e branquinhas. Antes que me esqueça, ela é branquinha, olhos castanhos, boca carnuda (aliás a boca dela está no perfil dela...rsrs) e seios redondinhos não grandes, mas deliciosos. Com uma camiseta do São- Paulo, amarrada na cintura. Os pezinhos num chinelinho todo delicado e tanto os dedos dos pés e mãos num tom claro de esmalte. Ahhhh deliciosa, pronta para ser saboreada e comida! A bundinha redonda e que tara tenho por aquela bundinha. Começamos com os insultos, nossos colegas disfarçadamente foram para o quintal pegar mais carne e bebidas, Era hora do intervalo e infelizmente meu Palmeiras apanhava de 1 x 0. Eu a xingando de Bambi, pó-de-arroz e ela me xingando de Porco. De repente a puxei e dei-lhe um beijo calando sua boca carnuda e rosada. Fiquei brincando com a linguinha rosada e quente. Abaixei a mão e enfiei entre suas pernas, apertando com força sua xoxota. Senti que havia ganhado terreno, ela suspirava e não parava de me beijar. Senti sua mão pequenina massageando e esfregando meu pau duríssimo sobre o short. Deitei-a no tapete e com movimentos rápidos desci minha bermuda e a cueca boxers que usava.Mordiscava sua orelha, seu pescoço. Hummmm que pele macia e cheirosa. Ficamos semi-despidos, desci seu shortinho e a tanguinha preta até seus joelhos, deitei sobre seu corpo branco e macio, ela abriu as pernas e meu pau duro e grosso começou a esfregar sua buceta já melada. Nossa, como ela era tesuda, gostosa. Levantei sua camiseta e soutien e lambi seus seios, mordi os biquinhos, suguei-os enquanto continua sarrando na sua xoxota, até que o meu pau encontrou a entrada e foi penetrando naquela xana molhada de tesão. Comecei um movimento de vai vem e pedi-lhe que rebolasse. Ela rebolava, enquanto seus gemidos ecoavam na sala. Dedilhei seu grelo, deixando-a mais louca. E como rebolava! Causaria inveja a qualquer mulata! A calei com um beijo, mordiscando sua boca e sugando a linguinha rosada e deliciosa.. Suas mãos pequenas apertaram minha bunda me fazendo penetrar naquela buceta apertada, macia e molhada.Seus pezinhos me abraçaram forçando-me mais fundo dentro dela.Antes de encher aquela buceta de porra , levantei seus quadris e meti no cusinho rosado e apertadinho já molhadinho com seu caldo. Seu bumbum contraia em volta do meu caralho mastigando ele. Estocava fundo no seu reto O tesão era tanto e há muito tempo reprimido que gozei naquele cusinho apertado.Deitei ao seu lado e ela começou a lamber o resto da minha porra e passou a sugar o meu pau deixando-o duro novamente. Ainda bem que estava com energia para mais uma, as vezes me esbaldo tanto numa noitada que depois nem consigo muitas vezes..rsrs. Mas com aquela boquinha boqueteira, fiquei duro. A empurrei de barriga para baixo no tapete e comecei a lamber suas costas até as nádegas.A puxei pelos quadris deixando-a de 4. Ela ficou maluquinha, comecei a esfregar o dedo na sua xoxota que molhou meu dedo. Passei o dedo no seu reguinho com carinho e aos poucos fui enfiando o dedo dentro do seu cusinho. Cusinho com creme de porra. Ela apertava meu dedo ,enquanto eu já imaginando as delícias que provaria quando metesse naquele cusinho de novo. Infelizmente seu celular começou a tocar, e fiquei na vontade. Ela me empurrou, olhou-me com os olhos arregalados, vestiu-se as pressas e me xingando de Palmeirense Porco foi embora. Pelo menos consegui algo que o meu amigo não conseguiu até agora. kkkkkkk......
Sejam amigáveis com seus comentários. Não sou nem escritor e nem contista.


Escrito por EduardoP

2 comentários:

Gambit disse...

eu gostei desse conto :)

Ayesk@ disse...

Oie Gambit...nossa esse conto é antigo rsrs...
Um amigo palmeirense quem escreveu e olha só...Sou são-paulina rsrs

Bjs doces e fiquei contente em te ler aqui!